terça-feira, 11 de setembro de 2007

September, 11 - O dia em que tudo mudou...

Quem não se lembra destas e de outras imagens?













Faz hoje 6 anos que tudo aconteceu!
Faz hoje 6 anos ... em que eu incrédula olhava para a televisão e não conseguia perceber o que estava a acontecer, o que sucedera!

Faz hoje 6 anos ... 6 anos em que muito acontece numa vida!
Foram anos de crescimento, de intensas alegrias e imensas tristezas!
Foi tempo de rir, de chorar, de amar, de ser amada ... foi tempo para evoluir!

Faz hoje 6 anos em que o "mundo mudou"...
Mas durante estes 6 anos, também eu mudei, cresci, aprendi!
Mas eu tive 6 anos... desde aquele dia ... e quem não teve?

Hoje e após este tempo, parece-me justo uma homenagem a todos aqueles que morreram, a todos aqueles que perderam os que amavam ... Mas também é importante que a vida siga em frente, que não se cometam os mesmos erros (políticos, económicos e sociais). É necessário pôr fim a uma guerra que não tem qualquer justificação, que não tem qualquer razão de ser que não seja gerar mais violência!

É necessário coragem para se assumir que se errou ... não é possível voltar a trás mas é sempre possível evitar-se que atentados terroristas sejam cometidos,essencialmente porque a maioria deles se prende com disputas religiosas e políticas (pelo menos é o que é vendido à opinião pública em geral ... mas eu tenho mais a sensação que o factor económico tem bastante peso, agora que a guerra ideológica já está bem esbatida. - Mas isto dá para outro post!)

Hoje e, 6 anos após, talvez seja bom fazer uma análise crítica de toda a política internacional actual e da sua evolução após este fatídico dia em que a América foi atacada no seu próprio território ( algo que só país como aquele não acreditava ser possível!!! Acordem meus senhores... o terrorismo é global! não se cinge a países terceiro-mundista e ... a verdade é que a vossa política internacional extremamente belicista - ups! não era para referir... sorry tio Sam - não ajuda nada a manutenção de um status quo - já sei outro post...), hoje e em respeito a todas as vítimas era importante reflectir, pensar e perceber o que conduziu a este dia!

É, quem sabe altura de parar esta escalada de violência internacional, é altura de se pensar nas nossas crianças e no mundo que lhe vamos legar, é tempo de dizer ... Basta! 6 anos é muito tempo!!!

3 comentários:

Noel Menezes disse...

Quando religião e politica se misturam com um pitada de interesses economicos os resultados sao catastroficos...e a prova disso foram os atentados de 11 de Setembro, que ainda nos assolam e fazem nos pensar que podendo ter toda a tecnologia desponivel estamos verdadeiramete vulneraveis...e principalmente pessoas inocentes que nada querem destas tramoias se vêm envolvidas em disputas ridulas...sera que ainda vamos a tempo de por fim a isto...a resposta é simples...Nao!!!O meu coração e simpatia vai para os familiares das vitimas que naquele fatidico dia viram as suas esperaças desabarem de uma maneira brutal e cruel...

Anónimo disse...

Estou de acordo contigo.Mas,segundo meu parecer, não há motivos religiosos, apenas económicos. O Alcorão é ensinado, por muitos,de forma incorrecta.O Islamismo não é uma religião violenta, embora pareça, para os leigos. Os verdadeiros mulçumanos amam a paz,defendem a concórdia e não odeiam os cristãos - "Na verdade,os que crêem,os que praticam o judaísmo,os cristãos e sabadeus - os que crêem em Deus e no Último Dia e praticam o bem - terão a recompensa junto do seu Senhor. Para eles não há temor" Alcorão Cap.ll: vers .62. - Jesus,para o Islão, nasceu de uma Virgem, por graça de Deus. "Ó Maria! Deus te anuncia um Verbo, emanado d'Ele,cujo nome é o Messias, jesus,filho de Maria; será ilustre nesta vida e na outra; estará entre os próximos a Deus" Alcorão Cap lll:vers45 - Subiu ao Céu e está junto do Pai(Alá).O Islão reconhece os profetas e ensina a amar os estrangeiros. Eu escrevi sobre isso, no Brasil, e estudei o Islão profundamente.
Claro que os Americanos são responsáveis na guerra do Iraque,mas foram vítimas do terrorismo de forma cruel e os verdadeiros mulçumanos, os que acreditam em Deus, não podem deixar de reprovar a violência que crassa no mundo.
Muito mais haveria a comentar, mas para já basta.

Ricardo Barroso disse...

Tenho dito!!! lloll

Acho que tens toda a razão no que comentas neste post.

Era bom que tudo mudasse um dia!!!!

Beijos com esperança ;))))